Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2014

Técnica de Sobrevivência: Cálculo I

Imagem
Atualmente as redes sociais, por meio de meme, difundem a dificuldade clássica para a maioria dos estudantes que iniciam um curso superior na área de exatas.


A dificuldade está em passar na disciplina de Cálculo, mais precisamente não Cálculo I, base de todo curso de exatas.


O conceito de Cálculo na matemática é muito diferente aquele atribuído por uma pessoa no seu cotidiano. Trata-se de ferramenta matemática que permite estudar diversos fenômenos e eventos que ocorrem em determinadas situações.


Para seu estudo e compreensão é necessário o domínio de conceitos de Álgebra, Geometria Analítica, Funções e Trigonometria.



Se o leitor está pensando em realizar um curso na área de exatas, pode ser relevante aos seus estudos, realizar uma Avaliação Diagnóstica, para analisar seus conhecimentos nestas quatro áreas.


Em seus livros James Stewart, costuma disponibilizar, logo de inicio, uma avaliação deste tipo. Que tal realizar esta avaliação? Lembre-se que é sempre bom estar preparado.�…

Sem Tempo para Trabalhar ...

Imagem
Certamente você já ouviu falar que a Matemática e seus números não mentem, logo poderíamos confiar em dados numéricos. Entretanto como disse Albert Einstein certa vez: “A Matemática não mentem. Mente quem faz mau uso dela”.

Podemos observar várias situações em que dados numéricos e raciocínios matemáticos errôneos são utilizados para enganar pessoas.

Observe o dialogo:

Amigo 1: – Rapaz, que pressa é essa?

Amigo 2: – Vou trabalhar já estou atrasado!

Amigo 1: – Trabalhar? Não me diga que ainda existe esta asneira?
Amigo 2: – Claro que existe! E você, não trabalha?
Amigo 1: – Nem eu e nem você ...

Amigo 2: – Calma lá! Eu trabalho!

Amigo 1: – Então, vamos ver. Quantas horas você trabalha por dia?

Amigo 2: – 8 horas.

Amigo 1: – E quantas horas tem o dia?

Amigo 2: – 24 horas, é lógico.

Amigo 1: – Muito bem. O ano tem 365 dias de 24 horas. Se você trabalha um terço do dia, então 1/3 de 365 dias é 121.Você trabalha, portanto, 121 dias por ano. E quantos domingos há no ano?

Amigo 2: – 52 domingos.

Amigo 1: –…

Questão 80 – Prova do Estado – (OFA) 2.014 – Professor de Educação Básica II

Imagem
Um aluno desenhou um retângulo no plano cartesiano, localizando dois vértices opostos nos pontos de coordenadas (–2,7) e (0,6). Sabendo-se que esses pontos são os extremos de uma das diagonais desse retângulo, pode-se concluir que a medida dessa diagonal é
(A) 11 (B) √ 11 (C) 5 √ 11 (D) 5 (E) √ 5
Solução: (E)
Aplicando o Método de Resolução de Problemas segundo Polya:
1° – Compreensão do Problema
Devermos determinar a distancia (d) entre os pontos (–2,7) e (0,6).
2° – Estabelecimento de um Plano
Aplicar a fórmula de distancia entre dois pontos:
d = √ (x2 – x1)2 + (y2 – y1)2
3° – Execução do Plano
d = √ (x2 – x1)2 + (y2 – y1)2 → d = √ [(0 – (-2))2 + (6 – 7)2] = √ [(2)2 + (– 1)2]
d = √ [4 + 1] = √ 5
4° – Avaliação

Questão aplicando conceitos de Geometria Analítica.

Questão 79 – Prova do Estado – (OFA) 2.014 – Professor de Educação Básica II

Observe os dados numéricos ordenados obtidos em uma pesquisa:
23, 24, 28, xy, 37, 40, 48 (x e y representam números inteiros).
Sobre esses dados, sabe-se que a moda é 28, e que a mediana é 30.
É possível concluir que
(A) x = 30 e y = 30. (B) x = 30 e y = 34. (C) x = 29 e y = 30. (D) x = 28 e y = 28. (E) x = 28 e y = 32.
Solução: (E)
Aplicando o Método de Resolução de Problemas segundo Polya:
1° – Compreensão do Problema
Devermos determinar x e y, considerando-se o fato dos dados estarem ordenados, a moda (que é o dado que mais parece na pesquisa) é 28 e a mediana (que é o dado central numa amostra com numero impar de dados ou a média entre os dois dados centrais numa amostra com o número par de dados) é 30.
2° – Estabelecimento de um Plano
Observar a ordem dos dados da pesquisa e utilizar os conceitos de moda e mediana.
3° – Execução do Plano
Se a moda é 28, e na pesquisa só está aparecendo apenas uma vez então x = 28.
A pesquisa apresenta um número par de dados onde x e y são os valores centrais, e…

Questão 78 – Prova do Estado – (OFA) 2.014 – Professor de Educação Básica II

Imagem
Um trabalho bastante interessante para o 6.º ano do Ensino Fundamental, em relação ao Sistema de Numeração Decimal (SND), é o desenvolvimento de atividades com outras bases além da decimal. Esse trabalho tem por objetivo a compreensão das regras de um sistema de numeração posicional, que é uma das principais características do SND. Uma dessas atividades pode ser a proposição da contagem de uma coleção de figurinhas e fazer os agrupamentos em outras bases além da base dez. Suponha que os alunos tenham uma quantidade de figurinhas que, depois de contadas, eles verificam que são 178 (cento e setenta e oito). Depois, peça que façam novamente a contagem, mas agora em grupos de cinco e registre o resultado nessa base. Os alunos deverão obter:
(A) (1203)cinco. (B) (1213)cinco. (C) (3021)cinco. (D) (302)cinco. (E) (203)cinco.
Solução: (A)
Aplicando o Método de Resolução de Problemas segundo Polya:
1° – Compreensão do Problema
Nesta questão temos que converter 178 no sistema de numeração decimal para o…

Questão 77 – Prova do Estado – (OFA) 2.014 – Professor de Educação Básica II

Imagem
Considere as matrizes

Em relação a AB, que é o produto da matriz A pela matriz B, é correto afirmar que
(A)
(B)
(C)
(D)
(E)é impossível calcular.
Solução: (D)
Aplicando o Método de Resolução de Problemas segundo Polya:
1° – Compreensão do Problema
O produto entre duas matrizes A e B só é possível se o número de colunas da matriz a for igual ao número de linhas da matriz B e o resultado é uma matriz C que possui o mesmo número de linhas da matriz A e o mesmo numero de colunas na matriz B.
Segundo o enunciado: matriz A3x3 (três linha e três colunas) e matriz B3x1 (três linha e uma coluna) então o produto A · B é possível e gera uma matriz C3x1 (três linhas e uma coluna).
2° – Estabelecimento de um Plano
Analisando as alternativas não precisamos realizar as operações, visto que temos somente uma matriz de três linhas e uma coluna.
3° – Execução do Plano
( ... )
( ... )
4° – Avaliação

( ... )
( ... )

Questão 76 – Prova do Estado – (OFA) 2.014 – Professor de Educação Básica II

O logaritmo de 25 √ 5 na base 5 é igual a
(A) 5 / 2. (B) 1 / 5. (C) 2 √ 5 (D) √ 5 (E) √ 5 / 125
Solução: (A)
Aplicando o Método de Resolução de Problemas segundo Polya:
1° – Compreensão do Problema
Determinar log5 25 · √ 5.
2° – Estabelecimento de um Plano
Aplicar as propriedades de logaritmos e potências.
3° – Execução do Plano
log5 25 · √ 5 = log5 52 · 51 / 2 = log5 52 + 1 / 2 = log5 55 / 2 = (5 / 2) · log5 5 = 5 / 2
4° – Avaliação
Questão sobre aplicação de propriedades de potência e logaritmo.

Questão 75 – Prova do Estado – (OFA) 2.014 – Professor de Educação Básica II

Imagem
Analise a seguir a resolução da inequação

onde se conclui que x ≥ 3/4.

Analisando a resolução da inequação apresentada, é correto afirmar que
(A) todas as passagens e a conclusão estão corretas. (B) a passagem de (I) para (II) está incorreta, o que compromete o resto da resolução. (C) a passagem de (II) para (III) está incorreta, o que compromete o resto da resolução. (D) a passagem de (III) para (IV) está incorreta, o que compromete o resto da resolução. (E) a passagem de (VII) para (VIII) está incorreta, o que se faz chegar a uma conclusão incorreta.
Solução: (D)
Aplicando o Método de Resolução de Problemas segundo Polya:
1° – Compreensão do Problema
Quando temos a incógnita no denominador de uma inequação, costumamos classifica-la como uma inequação quociente.
Neste tipo de inequação é muito importante lembrar que não existe denominador nulo então x ≠ 0, pois de outra forma teríamos um denominador nulo na fração (x – 1) / x, pelo mesmo motivo x ≠ 3, pois de outra forma teríamos um denominador …

Questão 74 – Prova do Estado – (OFA) 2.014 – Professor de Educação Básica II

Imagem
Pedro e Ivo estão disputando um jogo em que não há empates. Eles devem disputar, no mínimo, duas partidas. Ganha o jogo aquele que vencer duas partidas seguidas, ou, então, três partidas alternadas. O número de sequências distintas de resultados possíveis das partidas, até que se conheça o vencedor, é
(A) 3. (B) 6. (C) 10. (D) 12. (E) 24.
Solução: (C)
Aplicando o Método de Resolução de Problemas segundo Polya:
1° – Compreensão do Problema
Questão igual a Questão 47 – Processo de Promoção – Professor de Matemática – SEE – São Paulo – 2.013.
Temos que determinar as possibilidades de terminar um jogo onde não temos empates e o vencedor é determinado pelo jogador que vencer duas partidas seguidas, ou, então, três partidas alternadas.
2° – Estabelecimento de um Plano
Construir um diagrama de árvore de possibilidade e observar os resultados possíveis que satisfazem as regras dos jogos.
3° – Execução do Plano
Na Figura 1 temos a árvore de possibilidades, onde G representa uma partida ganha e P uma partida…

Questão 73 – Prova do Estado – (OFA) 2.014 – Professor de Educação Básica II

Imagem
O gráfico a seguir representa a função f(x) = x2

A função f: R → R dada por f(x) = x2 + 2 é representada pelo gráfico apresentado na alternativa
(A)

(B)
(C)
(D)
(E)
Solução: (C)
Aplicando o Método de Resolução de Problemas segundo Polya:
1° – Compreensão do Problema
Devemos determinar o gráfico de f(x) = x2 + 2 tendo como base o gráfico de f(x) = x2.
Sabemos que a equação do segundo grau f(x) = a · x2 + b · x + c apresenta algumas características que podemos analisar para obter a resolução.
2° – Estabelecimento de um Plano
Observar as características do gráfico de f(x) = x2 e comparar com gráfico de f(x) = x2 + 2.
3° – Execução do Plano
Observe que:
f(x) = x2 → f(0) = 02 = 0
f(x) = x2 + 2 → f(0) = 02 + 2 = 2

Latex Editor (Equações Matemáticas)

Postagens mais visitadas deste blog

Teste de Inteligência?

Calcular Logaritmo de Cabeça

Seguidores

Google+ Followers